top of page

Em tributo a Pedro Casaldáliga, um Pentecostes no Rio de Janeiro



Por Ana Helena Tavares


Conta a Bíblia (Atos 2, 1-4) que, no dia de Pentecostes, "estavam todos reunidos no mesmo lugar". E, ali, receberam o sopro do Espírito Santo, a brisa revigorante da Divina Ruah.


Um Pentecostes pode acontecer em diversos momentos. Para Pedro Casaldáliga, o encontro de Medellin, em 1968, foi um "Pentecostes latino-americano".


Aliando isso ao que é afirmado em Mt 18,20 que "onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles", somos levados a crer que a Ruah pode soprar no meio de nós em muitas situações.


Creio que foi o caso na tarde da última quarta-feira, dia 25 de outubro, no Plenário Carlos Maurício Martins, na sede da OAB-RJ. Ali, diante de cerca de 30 pessoas, se casaram duas obras inspiradas por Pedro Casaldáliga.


O livro "Um bispo contra todas as cercas" e a Agenda Latino Americana Mundial. Esta última jamais lançada em evento oficial em terras cariocas.


A música Ruah, com letra de Pedro, logo no início do evento, foi lindamente interpretada pelo conselheiro tutelar Reinaldo Neves, como se pode assistir pelo vídeo. Mas, ainda que assim não fosse, a Ruah estava lá.





Compunham a mesa: Rita Cortez, presidenta da Academia Carioca de Direito; Ana Helena Tavares, jornalista, autora do livro "Um bispo contra todas as cercas"; Aderson Bussinger, diretor do Centro de Documentação e Pesquisa da OAB; Siro Darlan, desembargador aposentado e atualmente advogado; Frei José Fernandes, OP, frade dominicano, representando a Comissão Dominicana de Justiça e Paz, responsável pela Agenda.


Para não cair em esquecimentos, não citarei o nome de todos os que compuseram a plateia. Citarei apenas o nome de Marinete, pelo qual sei que todos se sentirão representados.


Marinete é mãe de Marielle Franco, uma mártir de nosso tempo. Mãe de uma mulher negra de origem pobre que morreu por defender a vida, como morreram aqueles apóstolos que receberam o primeiro sopro da Ruah.


Não creio que seja possível sentir a Ruah através de um vídeo. De qualquer forma, segue a gravação do evento:







65 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page